• MCM Brand Experience

O Que Esperar Quando se Está Esperando: O Futuro da Relação entre Marca e Consumidor

Empresas buscam estratégias mais humanas, além das digitais, para se relacionar com o mercado e garantir seu sucesso.



De acordo com um estudo do SEBRAE, pesquisadores apontam um novo comportamento do consumidor diante da pandemia, mostrando que estão mais cautelosos durante as compras. Mesmo assim, é possível observar, de acordo com o Compre&Confie, que o e-commerce brasileiro faturou R$ 9,4 bilhões em abril, aumentando 81% em relação ao mesmo período do ano passado. A relação entre marca e consumidor, mais do que nunca, está fazendo diferença nos dias de hoje.


Para Mônica Schimenes, CEO da MCM Brand Group, o mercado nunca mais será o mesmo, principalmente depois da crise financeira que o Brasil e o mundo estão vivendo com a pandemia. "Um fato que precisamos ter em mente, é que nunca mais voltaremos ao cenário que estávamos acostumados, porque nenhuma empresa continua sendo o que era antes do Covid-19 e não voltará a ser. Diante desse processo, foi necessário adaptações e conhecer de fato quem consome o seu produto, por isso acredito que ainda há um longo caminho a se percorrer para que possamos mapear as novas relações de mercado", comenta.


A MCM, por exemplo, muito conhecida pela produção de eventos de diversas empresas, precisou remanejar a maneira que levavam isso para as marcas e acreditam que daqui em diante, as ofertas nesse ramo virão acompanhados de um pacote de sugestões digitais. "Por conta das tecnologias que se adentraram fortemente em nosso dia a dia trazendo agilidade aos negócios, acreditamos que a maioria dos modelos de feiras, por exemplo, serão no mínimo híbridas. Pois assim como nós nos acostumamos com a facilidade da internet em nossas vidas, esse benefício migra para o setor, pois o digital não é uma moda e sim uma questão de atualização", explica Mônica.


Além disso, é possível afirmar que se inserir em vários canais de comunicação faz com que as empresas entendam o comportamento humano, diante de seus consumos, estilo de vida e - até mesmo - visões de mundo, isso impacta diretamente a relação para se manter relevante e amado pela audiência. "Precisamos ser Omnichannel, que significa todo, logo precisamos estar em todos os canais. Essa mudança no varejo foi dada pelo exemplo da Magazine Luiza, que rapidamente se adaptou e é um grande case de sucesso brasileiro", comenta a CEO.


Para o varejo e para as marcas em geral, essa é a nova fórmula para compreender como terão que se relacionar daqui pra frente. "Um grande aprendizado para nós, como corporação, assim como para muitas outras, é o desenvolvimento de líderes que fazem toda a diferença em momentos de crise, por cuidarem e incentivarem o time a não desistirem e irem em busca de bons resultados", finaliza a CEO.


Mediante a isso, é necessário que todos estejam preparados para as próximas surpresas que estão por vir, pois nenhuma socialização será a mesma. As empresas e as pessoas em geral terão que seguir se adaptando a tudo que for necessário para que os valores, propósitos e comprometimento sejam o que todos desejam ver no mundo.


Publicado em: https://www.segs.com.br/seguros/246378-o-que-esperar-quando-se-esta-esperando-o-futuro-da-relacao-entre-marca-e-consumidor

6 visualizações
Gradiente vermelho

© Copyright 2020  -

Feito com amor por MCM Brand Experience.